Mitos sobre Alimentação: 11 Mitos que você não sabia

Mitos sobre Alimentação, podem causar prejuízos a sua saúde.

A saúde é uma das áreas que mais sofrem com noticias falsas, com destaque para a alimentação e a perda de peso.

Para ajudar a separar o joio do trigo, trouxemos onze fatos que esclarecem mitos sobre o assunto.

As notícias falsas colocam a saúde em risco e podem até matar.

Índice

Conheça os principais Mitos sobre Alimentação.

1 Comer (ou não comer) certos alimentos pode curar o câncer

Este é o primeiro dos mitos sobre Alimentação.

Preferir alimentos integrais e frescos em vez de ultraprocessados ​​e refinados pode realmente reduzir o risco de alguns tipos de câncer.

Mas não há solução mágica no prato.

A regra de ouro é garantir variedade e deixar espaço para todos os nutrientes.

Isso se aplica a pessoas que estão em tratamento, pessoas que concluíram o tratamento e podem até reduzir a probabilidade de aparecimento de tumores.

2 Carboidratos fazem mal à saúde

Eles ganharam fama de vilões, mas são nutrientes essenciais para o corpo.

Os ruins são os exageros, principalmente grãos refinados como farinha branca e açúcar.

Mas atenção! cortar permanentemente os carboidratos da dieta também pode causar problemas.

3 Alimentos sem glúten são mais saudáveis

É comum ver os benefícios dos produtos sem glúten nas prateleiras e na conversa.

Mas só devem ser usados ​​por pessoas com doença celíaca, sensibilidade ou intolerância ao glúten, e devidamente diagnosticadas por um médico.

A exclusão desnecessária de nutrientes pode levar a problemas de saúde e até mesmo atrasar o diagnóstico de doenças.

Ah, e não se engane, não é a retirada do glúten que te faz emagrecer, é que você come menos pão e massas, sua principal fonte.

4 Alimentos podem desintoxicar o organismo

Claramente, uma alimentação equilibrada e saudável permite que o corpo funcione melhor para eliminar as toxinas de forma mais eficiente.

O problema é a promessa por trás da dieta detox.

Estudos mostraram que a perda de peso causada pela desintoxicação e restrição calórica aumenta os níveis de hormônios do estresse nas mulheres.

Estes hormônios podem  facilitar a recuperação rápida do peso.  Este é um dos mitos sobre alimentação que podem gerar dependência.

Isso ajuda a explicar por que muitas pessoas são reféns de dietas de desintoxicação, vivendo em ciclos de perda e ganho de peso que podem afetar a saúde.

Especialmente porque as restrições de energia e nutrientes típicas dessas intervenções podem levar a deficiências de proteínas, carboidratos, gorduras, vitaminas e minerais.

Quando essa estratégia é adicionada ao uso de drogas como laxantes para fins de desintoxicação e perda de peso, o resultado é pior.

Isso muitas vezes causa desidratação, distúrbios eletrolíticos e problemas intestinais com graves consequências.

Podemos concluir que fazer para um processo de desintoxicação eficaz, precisamos de um estilo de vida saudável que inclua a ingestão regular de todos os alimentos acima.

Nenhuma dieta de curto prazo pode limpar permanentemente o corpo.

5 Dietas restritivas emagrecem mais rápido

Este é um dos mitos mais persistentes e prejudiciais no mundo da perda de peso.

Apostar em uma alimentação restritiva pode até promover uma rápida perda de peso, num primeiro momento.

Porém, também traz alguns efeitos colaterais, como o efeito sanfona, dificuldades de manutenção a longo prazo, problemas psicológicos e desequilíbrios físicos.

6 Tudo que é diet/light é melhor para quer emagrecer

O light indica uma redução no teor de gordura e a diet é um produto sem açúcar.

No entanto, para compensar a ausência de ingredientes importantes, os fabricantes podem eventualmente adicionar outros ingredientes para garantir o sabor do produto.

Por exemplo, sem adição de açúcar, mas com mais gordura.

O mesmo aviso se aplica aos produtos com a etiqueta “zero”.

Além disso, pesquisas apontam que eles não necessariamente impedem o ganho de peso.

7 Se eu me exercitar, não preciso cuidar da alimentação (e vice-versa)

Os especialistas concordam que é mais fácil atingir o déficit calórico necessário para a perda de peso reduzindo as calorias em sua dieta.

Mas o exercício é quase tão importante quanto a alimentação.

Através da dieta, a gordura no tecido adiposo é quebrada.

Mas não é o suficiente para tirá-la de lá.

Temos que gastá-lo para que ele saia do corpo com eficiência.

É aí que entra a atividade física.

Além disso, o exercício também pode manter a massa corporal magra.

A longo prazo, as pessoas que combinaram essas duas estratégias se saíram melhor na manutenção do peso e da saúde geral.

8 Chás e ervas ajudam a emagrecer mais rápido

Temos os casos infelizes: a enfermeira Mara Abreu, de 42 anos, que faleceu depois de consumir um composto de ervas proibido pela Anvisa;

e da cantora Paulinha Abelha, da banda Calcinha Preta, levantam um alerta antigo.

Você não pode apostar em soluções mágicas ou mais “naturais” para perder peso rapidamente.

O consumo de quaisquer recomendações “alternativas” para questões complexas como obesidade, além de ervas vendidas secretamente, deve ser feito com cautela.

9 Emagrecer é só questão de força de vontade

Um dos grandes obstáculos para o tratamento adequado da obesidade é o estigma que acompanha a doença.

É comum que pessoas com excesso de peso sejam discriminadas em casa ou até mesmo no consultório, e ouçam “feche a boca” para emagrecer.

Esse viés não só está longe da verdade, como dificulta o tratamento.

Uma pesquisa com profissionais de saúde mostra que o estigma no consultório é generalizado, impedindo conversas sérias e a participação do paciente.

10 Devo tomar suplementos para ser mais saudável

Em alguns casos, a suplementação de vitaminas e minerais é de fato necessária.

A situação mais certa é quando um médico comprova que há uma deficiência e indica conforme a necessidade do paciente.

As gestantes também precisam reforçar a ingestão de algumas substâncias.

A grande questão é sair e ingerir cápsulas para aumentar a imunidade, prevenir a queda de cabelo, tratar ou prevenir a Covid-19 e até compensar a falta de vegetais no cardápio.

11 Musculação não emagrece

Os exercícios de força também podem promover a perda de peso e são importantes para regular o metabolismo e a saúde geral.

O que acontece é que a gordura é substituída por músculo, então o efeito não é perceptível na balança.

Isso levou a mal-entendidos sobre o papel da fortificação na perda de peso, alertam os pesquisadores.

Evitando estes Mitos sobre Alimentação, você está cuidando melhor da sua saúde.

Deixe nos comentários qual dos Mitos sobre Alimentação você não conhecia.

 

Leia também:

A importância da Alimentação Infantil

Os 5 piores Alimentos para a Saúde Mental Infantil

7 Frutas Laxantes para quem sofre com constipação

4 exercícios que pessoas com diástase abdominal não podem fazer de jeito nenhum!

6 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Solicitar exportação de dados

Utilize este formulário para solicitar uma cópia dos seus dados neste site.

Solicitar remoção de dados

Utilize este formulário para solicitar a remoção dos seus dados neste site.

Solicitar retificação de dados

Utilize este formulário para solicitar a retificação dos seus dados neste site. Aqui você pode corrigir ou atualizar seus dados por exemplo.

Solicitar cancelamento de inscrição

Utilize este formulário para solicitar o cancelamento de inscrição do seu e-mail em nossas Listas de E-mail.